Resumo do livro Faça dar certo, de Luiz Antônio Gasparetto:

Podemos definir uma pessoa rica como aquela que tem muitas posses materiais e vive bem; a pobre vive uma experiência oposta. Mas existe algo além dessa definição: o pobre é pobre porque pensa pobre. É pobre na generosidade, no amor, no afeto, na confiança e na força. Pobre é, também, pobre de espírito, pois se nega como parte do poder universal e não enxerga como oportunidade as situações que a vida lhe apresenta. Ser pobre é não enxergar o próprio valor, não usar o próprio potencial e não aproveitar as oportunidades na vida para desenvolver os talentos pessoais. A riqueza existe dentro e fora de você, mas só vai se manifestar em sua vida quando você acreditar que tem direito a ela, criando pensamentos prósperos, saudáveis e harmoniosos com a natureza. Riquezas são conquistas alcançáveis quando você possui em mentalidade próspera. Só é próspero quem tem mentalidade próspera.

Na verdade, não precisamos nos esforçar e lutar para conquistarmos uma vida digna e próspera. Só precisamos pensar certo. Será que você investe em pensamentos benéficos e nutritivos? Será que você acredita em pensamentos que lhe tragam vantagens interiores e exteriores? Será que você está com a mente intoxicada de pensamentos negativos que contaminam e comprometem seu desfrute de vida?

Somos como um imã que atrai para nossas vidas pessoas e situações que se harmonizam com nossos traços marcantes. A natureza desse imã é constituída por nossos pensamentos. Preste atenção: o que você está atraindo? Seus pensamentos e sentimentos estão direcionados à crença de que sua vida está dando certo? Ou você acredita mais nas dificuldades e fracassos? Se quiser, você pode pensar diferente do que sempre pensou e acreditou.

Uma pessoa que não se considera vítima sente-se parte integrante da natureza. Jamais põe limites e acredita sempre no melhor. Por que há pessoas que trabalham muito e não chegam ao sucesso? Por que há pessoas que têm tanto problemas? Por que há pessoas que, aparentemente, não merecem o sucesso que possuem? A resposta é simples: não há vítimas nem injustiçados, mas sim o que cada um faz com o poder de escolha.

Você tem o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos e coisas que não usa há um bom tempo? E dentro de você, tem o hábito de guardar mágoas, ressentimentos, raivas e medos? Não faça isso. É preciso criar espaço para que coisas novas cheguem em sua vida. É preciso eliminar o que é inútil em você e na sua vida para que a prosperidade venha. É a força desse vazio que absorverá e atrairá tudo o que você almeja. Quando se guarda, considera-se possibilidade da falta, da carência. Com essa postura, você está enviando duas mensagens para a vida: você não confia no amanhã e você acredita que o novo e o melhor não são para você, já que se contenta em guardar coisas velhas e inúteis.

Existe uma crença de que pessoas que perdoam uma ofensa estão fazendo papel de bobas. Parece que o certo é “pagar na mesma moeda”. Por isso, muitos escolhem acumular um monte de lixo interior e deixar de lado o perdão. É melhor investir na faxina interior antes que o lixo acumulado comece a transbordar em forma de doença física ou emocional. Destrua a ilusão de que os outros, a vida, o mundo, enfim, tudo deveria ser do jeito que você queria que fosse. Essa ilusão é a causadora de suas mágoas, raivas e ressentimentos. Pense nisso.

Quando dou algo pelo prazer de dar, sem pensar se amanhã terei compensação, as coisas voltam para mim multiplicadas.

O nosso corpo físico não é simplesmente um aglomerado de células. Ele reflete nossos pensamentos. Por esse motivo somos responsáveis pelas doenças que contraímos, pois as criamos com o nosso modo de pensar.

O grande segredo do sucesso no amor e nos relacionamentos é: darmos a nós mesmos aquilo que queremos que os outros deem.

Amor não é troca, não é mercadoria, não é cobrança. O outro não lhe deve nada só porque você o ama. O amor é seu, o sentimento é seu e não do outro. Amar é dar e não usar. Quando espera que o outro supra suas carências, você não está amando verdadeiramente: você está usando o outro.

Não fique preso ao passado, às ideias fatalistas e às crenças que emperram o seu progresso. Respeite sua individualidade e mantenha a consciência de que o poder foi, e sempre será seu. A vida lhe trata como você se trata; os outros também lhe tratam como você se trata.


creme-frequencial

gel-frequencial

Página inicial do site