Meditações descritas no livro Ordens da ajuda, de Bert Hellinger:

A reconciliação: “Fechem os olhos. Agora podem ir para as suas famílias e olhar para todos que a ela pertencem: os bons e os maus, os agressores e as vítimas, os culpados e os inocentes. Dirijam-se a cada um deles, façam uma reverência e digam a cada um: ‘Sim, eu respeito você, e o seu destino, e a sua sorte. Agora eu tomo você em meu coração, como você é, e você pode me tomar em seu coração.’ No final, virem-se juntos para uma direção, para o horizonte, e façam uma profunda reverência. Perante esse horizonte, todos são iguais.”

Ambos os pais: “Fechem os olhos e sintam dentro de vocês, qual dos pais tem em você menos força? Quem está mais atrás? Quem está mais na frente? A mãe ou o pai? Agora olhem para o genitor que está mais atrás e tragam-no lentamente para a frente. Deixem a força deste genitor fluir através de seus corpos, até que alcance todas as células e deixe a sua força irradiar pelos olhos.”

A reconciliação no espírito: “Vocês podem fechar os olhos. Primeiro, centrem-se. Quando a alma sofre, onde é que a sentimos no corpo? Nós nos deixaremos conduzir pelo sofrimento da alma para o lugar do corpo que sofre também. Então vamos com a alma para dentro desse lugar, tornamos uma unidade com ela e tentamos verificar e sentir em que direção ela olha, talvez também para que pessoas ela olha. Talvez uma pessoa para com a qual sentimos culpa ou uma pessoa que foi expulsa ou, ainda, uma pessoa com a qual estamos zangados. Então olhamos em nosso espírito para essa pessoa com amor. Nós esperamos a dádiva que nos é presenteada por essa pessoa ou por essa situação. E tomamos isso em nosso corpo e em nossa alma.” 


creme-frequencial

gel-frequencial

Página inicial do site

Anúncios