prosperidade cabala

Trechos adaptados do livro True prosperity – how to have everything, de Yehuda Berg:

Você alcança a prosperidade não por sorte ou inteligência ou porque vence os concorrentes, mas porque segue as leis do universo.

Segundo os antigos cabalistas, você veio para o mundo para saber como é ser um criador. O propósito da vida é que cada pessoa seja a criadora do seu próprio universo. Você escolheu este mundo de dor e caos, e depois esqueceu. Se você não lembra o que almoçou há um ano e meio, imagine então lembrar isso. Os desafios apenas servem como estímulo para que possamos nos tornar melhores. 

Muitas pessoas vivem a síndrome do “de repente”. Na verdade, nada acontece de repente. Habitamos um universo de causa e efeito. Tudo no mundo é o efeito de uma causa. Pode demorar dez minutos ou dez anos ou dez vidas para que se manifeste, mas cada ação vai ter um efeito. O tempo é apenas o espaço entre causa e efeito. O que você faz hoje determina o seu amanhã. Saber disso faz com que tomemos as decisões corretas em todos os momentos da vida. Trate seu tempo como uma joia preciosa e algo incrível vai acontecer: a Luz vai te guiar. Isso é muito simples – mas é um conhecimento muito poderoso. Quem se mantém neste estado é invencível. 

Outra ferramenta poderosa é ter o propósito de não tentar preencher o que falta em você: é saber que você já é uma pessoa completa e que o seu trabalho é uma expressão dessa completude. É saber que é a Luz dentro de nós que nos sustenta e que é na Luz ao nosso redor que reside o potencial para tudo que desejamos. O segredo do sucesso é acreditar e confiar na Luz, e considerar outras pessoas em suas metas. Faça sua prioridade que a humanidade seja servida por suas ações e que, como cidadão do mundo, você vai ajudar a eliminar a dor e o sofrimento do planeta.

Segundo a cabala, a doação de 10% dos seus rendimentos está embutida no tecido do universo. É uma questão de ciência e não de religião. Assim como os mais antigos cabalistas, os cientistas mais avançados descobriram que o universo tem 10 dimensões. O dízimo é o paradoxo destas dimensões: os 10% que você doa limpam os outros 90% e quanto mais você quer receber, mais você deve doar. Se quisermos manter algo, devemos manter sua energia fluindo – e compartilhar é uma parte disso, desde que seja feito com a intenção correta de doar com confiança e alegria e de forma anônima. Além disso, não espere retorno: seja uma pessoa que compartilha e se desapegue dos resultados. Confie no processo sabendo que a Luz será seu guia. 

Dinheiro é apenas energia. A crença de que dinheiro e espiritualidade são antagonistas é errada, pois se o dinheiro é energia ele não pode ser ruim. É como a energia elétrica: depende de como se usa. O dinheiro é energia e devemos mantê-lo circulando, construindo a prosperidade dos outros junto com a nossa. Quem tem o propósito de usar o dinheiro para beneficiar outros é guiado pela Luz. 

Os antigos cabalistas usavam uma palavra em aramaico: lezulat – que significa “pelos outros”. A cabala ensina que quando pensamos no bem dos outros e nos esforçamos para alcançá-lo, nós também podemos receber mais. Você não pode ser de uma forma em público e de outra quando está sozinho e ninguém está olhando. Ou você faz a coisa certa, ou não faz. Você acredita no que faz? Suas ações passam no teste de lezulat?

O ego é uma ilusão, um falso “eu”. O que os cabalistas descobriram 4 mil anos atrás, o que os físicos quânticos descobriram na década de 1990 e o que a teoria das supercordas confirma hoje é que a realidade não é o que parece: é um mundo que parece real puramente devido às limitações de nossa percepção. Tudo que vemos, tocamos, ouvimos e experimentamos é apenas 1% do universo. Os outros 99% não são vistos e são a fonte de toda energia e criatividade. O 1% é apenas uma sombra dos 99%.

Quando estamos no mundo do 1% e algo ruim acontece, não dizemos “é minha responsabilidade”. Dizemos “por que eu?”. Assumimos o papel de vítima e culpamos os outros, o governo, a economia, o clima, etc. Quando temos consciência da Luz, dizemos “se algo deu errado, em algum lugar houve uma causa e isso é o efeito; e se eu causei isso eu posso mudar!”.

Para vencer a luta com o ego e mudar a nossa realidade, não podemos querer fazer tudo sozinhos: devemos pedir conselhos e ajuda e estarmos abertos para nos sintonizarmos e recebermos a Luz. Para isso há uma série de técnicas energéticas


creme-frequencial

gel-frequencial

Página inicial do site

Anúncios